top of page

QUE TAL PRATICAR O COMER COM ATENÇÃO PLENA?

Já discutimos bastante aqui nos últimos meses sobre fome, saciedade, apetite hedônico e comer com atenção plena.

Então, que tal começar a praticar?

A prática da uva passa é o exercício inicial da atenção plena e tem como objetivo comprovar a partir da experiência, a diferença entre executar uma ação em estado de consciência corriqueira e realizar a mesma ação com atenção plena.

Para este exercício você vai precisar de três uvas passas, caneta e papel para anotar suas experiências.

Você usará todos os sentidos: visão, tato, paladar, olfato, audição. Deixe as três uvas passas na palma da sua mão. Comece a perceber as sensações e pensamentos sobre as passas e seus pensamentos sobre esse exercício. Da melhor maneira que você puder, esqueça tudo, menos sua experiência direta das passas. Usando a visão, perceba a aparência delas. No seu tempo, explore os detalhes das passas, como se você nunca tivesse visto uma uva passa antes. Não tenha medo de movê-las na sua mão, você vai perceber o seu formato e tamanho irregulares, suas rugas e como brilham na luz. No que elas se parecem? No que são diferentes? Tome alguns momentos para examinar as passas com os olhos e escreva o que você percebe. Depois, vamos para o tato. O que você sente na palma da sua mão? Pegue uma com os dedos e perceba o que você sente. O que você sente quando coloca essas rugas entre os seus dedos? Note a textura. Ela é pegajosa ou esponjosa? Perceba pelo toque, o que precisa ser descoberto e escreva. Vamos avançar para o olfato. Pegue uma das passas ou leve sua mão com as três uvas passas até o nariz. O que você percebe sobre o cheiro? Você pode nunca ter sentido o cheiro de uma passa antes. Algumas vezes, as pessoas reportam um cheiro de terra ou de licor ou de vinho. Veja se uma passa tem cheiro mais forte do que a outra. Escreva o que você percebeu. Vamos para a audição. Pode soar um pouco estranho. Mas você já tentou ouvir uma passa? Tente ficar com a mente o mais aberta possível, em relação à sua experiência. Crianças pequenas adoram fazer coisas que não são familiares e diferentes e conforme vamos crescendo, tendemos a estar muito velhos para fazer algo desse tipo. Mova as passas para frente e para trás entre seus dedos e veja o que você descobre. Escreva o que você percebeu. Finalmente vamos para o paladar. O sentido que você estava esperando! Mas antes de colocar na boca, decida qual das três você quer experimentar antes. É a maior ou a menor? Perceba quais preferências surgem enquanto você olha para as passas. Com bastante consciência e atenção, escolha a passa que você quer experimentar primeiro e a coloque entre seus dedos. Perceba como é fácil para seus dedos alcançarem sua boca. Você pode até fechar os olhos e a passa vai encontrar sua boca, mas espere, não mastigue ainda. Simplesmente coloque a passa na sua língua e perceba o que você sente antes de começar a mastigar. Mova-a ao redor da sua boca com sua língua, tenha consciência do aumento de saliva para preparar a digestão, perceba o desejo para mastigar, perceba outros pensamentos que você esteja tendo sobre o exercício e os deixe ir. Volte para a sensação direta da passa na sua boca. E quando estiver pronto, comece a mastigar. Perceba como se sente com a primeira mastigada. Mastigue a passa devagar e perceba o que acontece, perceba o sabor, onde os diferentes sabores são registrados na boca e como o sabor muda ao longo do tempo. Perceba como a língua está envolvida em mastigar a passa. Mastigando cuidadosamente antes de engolir, perceba que sensações ainda estão evidentes na boca após engolir. Perceba o desejo de avançar para a próxima passa. Escreva a sua experiência em comer a primeira passa antes de passar para as próximas. Repita o exercício com as outras passas, uma de cada vez. Não suponha que a outra passa será igual. Esteja aberto à ideia de que cada uma possa ser diferente da outra. Esteja totalmente presente ao sabor de cada passa.

Quando terminar de comer a 3ª passa, escreva suas observações sobre o exercício. O que você percebeu sobre as passas? Como é diferente do jeito que você come normalmente? Que outras coisas você percebeu? Você não teve que gostar ou não gostar. Não há resposta certa ou errada. Leve o que você aprendeu para sua próxima oportunidade de comer.


Referências:

Demarzo M, Campayo JG. Manual prático mindfulness: curiosidade e aceitação. São Paulo: Palas Athena; 2015.

The Center for Mindful Eating: https://thecenterformindfuleating.org/FREE-Meditations

9 views0 comments

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page